Macapá terá segundo turno em 20 de dezembro com Josiel e Doutor Furlan

Candidato do DEM, Josiel teve 29,47% dos votos válidos; Furlan, do Cidadania, ficou com 16,03%

As eleições foram adiadas devido ao apagão de 22 dias que atingiu Macapá – Maksuel Martins/Secom/GEA

A capital do Amapá, Macapá, terá segundo turno no dia 20 de dezembro para decidir o próximo prefeito do município, de acordo com o resultado do primeiro turno, ocorrido neste domingo (6). As eleições foram adiadas devido ao apagão de 22 dias que atingiu o estado.

O cargo será disputado por Josiel (DEM), que teve 59.511 votos (29,47%), e Doutor Furlan (Cidadania), que conseguiu a segunda colocação no primeiro turno com 32.369 votos (16,03%). A disputa para a segunda vaga foi acirrada: Capi, do PSB, terminou com 14,94% do votos.

No total, foram 146 locais de votação, 703 seções eleitorais e 850 urnas, das quais nove precisaram ser substituídas.

A Justiça Eleitoral registrou três ocorrências durante o dia. Em uma delas, uma eleitora tirou uma foto na cabine de votação; em outra, um homem foi preso em flagrante fazendo boca de urna; em outra ocasião, um homem com R$ 2 mil em espécie oferecia compra de votos. 

Aqueles que não compareceram à votação, devem justificar a ausência em até 60 dias pelo site ou aplicativo e-Título, do site do Tribunal Superior Eleitoral ou presencialmente em cartório. Em ambos os casos, é necessário apresentar documentos que justifiquem a ausência. 

Por que as eleições foram adiadas?

No dia 12 de novembro, o Tribunal Superior Eleitoral (TSE) confirmou o adiamento das eleições em Macapá (AP), que enfrentava situação de calamidade pública devido ao apagão. O presidente do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), ministro Luís Roberto Barroso, atendeu a um pedido do Tribunal Regional Eleitoral do Amapá (TRE-AP).

Fonte: Brasil de Fato

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *