Madeira apreendida na Flona do Jamari

Cerca de 400 metros cúbicos de madeira

Foi realizada uma operação para inibir o furto de madeira na Floresta Nacional do Jamari, situada no município de Itapuã do Oeste, em Rondônia. A ação no final de janeiro, motivada por denúncias anônimas ao Instituto Chico Mende de Conservação da Biodiversidade( ICMBio) e à Polícia Federal, contou com a colaboração de fiscais do ICMBio e do Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (Ibama).

A operação coordenada pela Flona do Jamari contou com o apoio da empresa AMATA, concessionária que explora uma de suas Unidades de Manejo Florestal. A mesma disponibilizou operadores de motosserras para cortar a madeira. A destruição do material apreendido – cerca de 400 metros cúbicos das essências de Faveira-Ferro e Angelim-Pedra – foi motivada pela dificuldade que seria retirar o material do lugar, justifica Áquilas Mascarenhas, chefe da unidade de conservação.

“Atingimos os objetivos mesmo não tendo realizado o flagrante. Estamos conduzindo as investigações para identificar os responsáveis”, comentou o analista ambiental Robson Bueno, da Flona do Jamari, satisfeito com os resultados da ação.

Fonte: ICMBio

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *