Mais uma faculdade irregular é processada pelo MPF no Pará

Já são seis as faculdades denunciadas ao MPF/PA por irregularidades.  Contra duas houve ações judiciais, outra foi recomendada a suspender atividades, duas estão sendo investigadas e uma instituição assinou termo de ajuste de conduta

Desde que conseguiu na Justiça a suspensão das atividades irregulares da Faculdade de Educação Tecnológica do Pará (Facete), há cerca de um ano, o Ministério Público Federal no estado (MPF/PA) vem recebendo uma série de denúncias sobre instituições acusadas de promoverem propaganda enganosa dos cursos que oferecem.

Com base nessas denúncias, o Procurador Regional dos Direitos do Cidadão Alan Rogério Mansur Silva ajuizou nova ação. Desta vez, contra a Faculdade de Educação Superior do Pará (Faespa), antigo Instituto Ômega. Assim como no caso da Facete, Mansur Silva solicitou à Justiça a suspensão dos cursos irregulares promovidos pela instituição e o ressarcimento dos prejuízos provocados aos alunos (veja abaixo os detalhes, no resumo do caso).

Em relação ao Instituto de Educação Superior e Serviço Social do Brasil (Iessb), outra instituição denunciada ao MPF/PA por alunos, a Procuradoria Regional dos Direitos do Cidadão emitiu recomendação notificando oficialmente a empresa a suspender as atividades ilegais. Se o Iessb não atender à recomendação, o caso também poderá ser levado à Justiça Federal.

O MPF/PA determinou ao Instituto Superior de Filosofia, Educação, Ciências Humanas e Religiosas do Pará (ISEFECHR-PA) e ao Instituto de Ensino Superior do Marajó (Iesm) que provem a regularidade dos cursos que realizam. Se esses institutos não apresentarem tais provas, o MPF/PA vai tomar todas as medidas necessárias para a regularização ou suspensão dos cursos.

Resumo dos casos:

Faculdade de Educação Superior do Pará (Faespa), antigo Instituto Ômega

  • A instituição praticava propaganda enganosa, induzindo os alunos a pensarem que estavam em um curso de graduação, quando, na verdade, os diplomas emitidos pela Faespa não têm validade como certificado de conclusão de curso superior.
  • A Faespa também utilizava ilegalmente o “aproveitamento extraordinário de estudos” de forma coletiva. Por esse sistema, uma turma de alunos fazia um exame para receber o diploma de nível superior por outras faculdades, supostamente credenciadas pelo Ministério da Educação (MEC).
  • No entanto, o certificado obtido em cursos não autorizados pelo MEC (cursos livres) não pode ser validado por nenhuma instituição de educação superior.
  • Como a Faespa não demonstrou interesse em firmar acordo com o MPF/PA, a Procuradoria Regional dos Direitos do Cidadão entrou na Justiça Federal com ação civil pública contra a instituição.
  • O procurador da República Alan Rogério Mansur Silva pediu decisão urgente que determine a suspensão da propaganda enganosa e de cursos irregulares e que proíba convênios entre a Faespa e outras instituições feitos com o objetivo de diplomar os alunos com certificados de curso superior.
  • O MPF/PA também pediu à Justiça que a empresa seja obrigada a devolver aos alunos todos os valores pagos com matrículas, mensalidades e outras taxas acadêmicas, tudo com correção monetária.
  • A íntegra da ação pode ser acessada aqui. O processo recebeu o número 0005951-27.2012.4.01.3900 e está sob análise da 2ª Vara Federal em Belém.
  • O aluno tem o direito de também buscar a Justiça, para requerer ressarcimento de prejuízos sofridos ou a reparação do que quer que considere necessário.
  • Caso não possa pagar um advogado, o estudante pode solicitar os serviços da Defensoria Pública do Estado do Pará. Saiba aqui como ter acesso a eles.
  • Qualquer pessoa que tiver informações sobre a continuidade ou a abertura de cursos irregulares pela Faespa pode encaminhar denúncia ao MPF/PA pelo e-mail [email protected] com o maior número de detalhes possível.

Faculdade de Educação Tecnológica do Pará (Facete)

  • A Facete também fazia propaganda ilegal. E, como a Faespa, a Facete também praticava, ilegalmente, o chamado “aproveitamento extraordinário de estudos” de forma coletiva (veja acima mais detalhes).
  • O MPF/PA entrou na Justiça contra a instituição e, em fevereiro de 2011, conseguiu decisão que impediu a Facete de promover atividades acadêmicas e matrículas nos cursos de graduação e de pós-graduação que oferecia sem autorização do Ministério da Educação (MEC). Veja aqui a íntegra da ação e aqui a íntegra da decisão. A liminar foi confirmada pelo Tribunal Regional Federal da 1ª Região (TRF-1). Confira aqui a decisão do TRF-1.
  • O MPF/PA também solicitou à Justiça que, ao final do processo, a Facete seja condenada ao pagamento de danos materiais e morais individuais e coletivos causados aos alunos e a toda a sociedade. Esse pedido ainda não foi julgado.
  • Mesmo que o MPF/PA já tenha entrado na Justiça com ação, o aluno tem o direito de também buscar a Justiça, para requerer ressarcimento de prejuízos sofridos ou a reparação do que quer que considere necessário.
  • Caso não possa pagar um advogado, o estudante pode solicitar os serviços da Defensoria Pública do Estado. Saiba aqui como ter acesso a eles.
  • Para o caso dos alunos da Facete – e exclusivamente para esses casos -, o Sindicato dos Estabelecimentos Particulares de Ensino do Estado do Pará informou ao MPF/PA que está disponível para orientar os alunos que queiram fazer exames de admissão em instituições de ensino superior legalizadas.
  • Esse aproveitamento dos estudos pode ser feito de forma individual, caso o aluno passe nos exames aplicados pelas instituições credenciadas no MEC. Não há possibilidade de aproveitamento dos estudos sem a aprovação em exames específicos.
  • O sindicato pode orientar os alunos de forma individual. O contato com o sindicato pode ser pelo fone (091) 3223-2571 ou na travessa Dom Romualdo de Seixas, 1618, bairro do Umarizal, em Belém.
  • Qualquer pessoa que tiver informações sobre a continuidade ou a abertura de cursos irregulares pela Facete pode encaminhar denúncia ao MPF/PA pelo e-mail [email protected] com o maior número de detalhes possível.

Faculdade Teológica do Pará (Fatep)

  • A instituição praticava propaganda enganosa, induzindo os alunos a pensarem que estavam em um curso de graduação, quando, na verdade, os diplomas emitidos pela Fatep não têm validade como certificado de conclusão de curso superior.
  • A instituição assinou termo de ajustamento de conduta (TAC) com o MPF/PA, comprometendo-se arcar com todas as despesas para o ingresso de seus alunos em uma instituição devidamente credenciada pelo MEC.
  • Entre essas despesas estão as taxas de inscrição para o vestibular, taxas de matrícula, bem como gastos com transporte e deslocamento, despesas com hospedagem e alimentação dos estudantes.
  • A Fatep também se comprometeu a ressarcir os alunos que não tiverem interesse em ingressar em outra instituição. Nesses casos, serão devolvidos todos os pagamentos de mensalidades e taxas, com correção pelo Índice Nacional de Preços ao Consumidor (INPC).
  • Para receber de volta os valores pagos, os alunos deverão preencher requerimento junto à Fatep, que terá 30 dias para fazer o pagamento.
  • A assinatura do TAC entre MPF/PA e Fatep não impede que o aluno, individualmente, possa buscar reparação material. Nesse caso, se o estudante não puder pagar um advogado, pode solicitar os serviços da Defensoria Pública do Estado. Saiba aqui como ter acesso a eles.
  • A íntegra do TAC pode ser acessada aqui. Se a Fatep não cumprir o acordo do MPF/PA o caso pode ir parar na Justiça.
  • Qualquer pessoa que tiver informações sobre a continuidade ou a abertura de cursos irregulares pela Fatep pode encaminhar denúncia ao MPF/PA pelo e-mail [email protected] com o maior número de detalhes possível.

Instituto de Educação Superior e Serviço Social do Brasil (Iessb)

  • Outro caso de propaganda enganosa. A instituição não pode emitir certificado de nível superior. Os alunos ficavam sabendo ao final do curso que teriam que prestar uma prova em outra instituição para conseguir o diploma, o que também é ilegal: uma instituição sem autorização do MEC como instituição de ensino superior não pode tentar dar aparência de legalidade aos cursos repassando os alunos para outra instituição.
  • O MPF/PA recomendou à instituição que suspenda a propaganda irregular e as atividades acadêmicas.
  • O Iessb também foi alertado pelo MPF/PA a não dar início às aulas dos cursos irregulares sem o ato de credenciamento, autorização e reconhecimento junto ao MEC. Veja aqui a íntegra da recomendação.
  • Se o Iessb não atender às recomendações do MPF/PA, a Procuradoria Regional dos Direitos do Cidadão pode levar o caso à Justiça.
  • Como nos casos das outras faculdades citadas neste balanço, os alunos que quiserem também podem buscar individualmente a Justiça, por meio de advogado ou da Defensoria Pública (saiba aqui como ter acesso aos serviços da Defensoria Pública do Estado).
  • Qualquer pessoa que tiver informações sobre a continuidade ou a abertura de cursos irregulares pelo Iessb pode encaminhar denúncia ao MPF/PA pelo e-mail [email protected] com o maior número de detalhes possível.

Instituto de Ensino Superior do Marajó (Iesm)

  • O MPF/PA não encontrou, no site do MEC, registro de credenciamento da instituição.
  • Por isso, a Procuradoria Regional dos Direitos do Cidadão cobrou do Iesm que sejam apresentadas provas da regularidade do instituto.
  • Caso as provas não forem apresentadas ou forem insuficientes, o MPF/PA deve recomendar o fechamento dos cursos irregulares. Se essa providência também não for tomada, o caso pode parar na Justiça.

Instituto Superior de Filosofia, Educação, Ciências Humanas e Religiosas do Pará (ISEFECHR-PA)

  • O MPF/PA não encontrou, no site do MEC, registro de credenciamento da instituição.
  • Por isso, a Procuradoria Regional dos Direitos do Cidadão cobrou do ISEFECHR-PA que sejam apresentadas provas da regularidade do instituto.
  • Caso as provas não sejam apresentadas ou forem insuficientes, o MPF/PA deve recomendar o fechamento dos cursos irregulares. Se essa providência também não for tomada, o caso pode parar na Justiça.

Serviço

Para saber se uma instituição de ensino é credenciada ou não junto ao MEC:

  • Internet: http://emec.gov.br
  • Telefone: 0800-616161 (ramal 4 e depois ramal 1)

Fonte: Ministério Público do Pará

0 comentário em “Mais uma faculdade irregular é processada pelo MPF no Pará”

  1. esta funcionando uma faculdade da fatep em curuçá-pará.
    eu quero saber se essa faculdade tem autorização para obter uma faculdade nesse local.
    que varios alunos da fatep estão em duvidadas se e legalizada ou inrregular.
    a faculdade ja tem dois anos atuando nesse municipio.

    1. A Fatep não poderá ministrar cursos, exceto de Teologia, uma vez que ela é irregular, já existe proceimento contra a Fatep no MPF em Belém-Pá, onde eles assinaram um acordo. Se comprometendo em ressarcir os alunos casos não queiram ir para outras ins tituição tentar aprobveitar seus estudos ou pagar as dispesas desses alunos que iram continuar os estudos em outras instituições.

  2. mauro pinheiro da silva

    boa tarde,seria interessante que fosse divulgado na mídia, com mais frequência, os nomes dessas instituições que estão com irregularidade junto ao mec, para que nós alunos tomasse-mos providencias o quanto antes.

    1. APOSTO QUE SEUS PAIS TIVERAM COMO PAGAR UMA BOA FACULDADE PRA VOCÊ. APROVEITA E PEDE PRA PROMOTORIA PAGAR FACULDADE PRA ESSE POVO QUE VIVE APENAS COM UM MÍSERO SALÁRIO MÍNIMO TÁ QUERIDO.É BARATINHO SOMA AÍ SÃO DEZ MIL ALUNOS DE CURSO LIVRE? ENTÃO BORA LÁ, TU SABE SOMAR? SOMA AÍ QUATRO ANOS POR PESSOA PAGANDO PELO MENOS UNS TREZENTOS REAIS MAIS LIVROS, MAIS ÔNIBUS, MAIS ALIMENTAÇÃO, MAIS FAMÍLIA PARA ALIMENTAR EM CASA. NOSSA, PREFIRO NEM CONTINUAR. MUITA GRANA NÉ? SE FOR NUMA UNAMA É BEM MAIS CAROOOOOOO, ENTÃO O VALOR DOBRA.

  3. Informo que há outras faculdades “paraquedas” chegando em todo o oeste paraense com propaganda falsas, dizendo ser uma filial de suposta matriz, que geralmente estão sediada em Belém, Macapá, São Luis, Palmas, Goiânia e belo Horizonte. É a máfia do curso superior. Está na hora da MPF/PF e MEC avançar em medidas mais firmes em relação a isso. É um comércio fraudulento que ultrapassa os cursos de graduação, envolvem sobretudo as pós-graduação (modular)e cursos de aperfeiçoamento em nível médio. Altamira, por exemplo, todo dia chega um novo estelionatário por conta da efervescente obra de Belo Monte – Efeito Bolha (oportunidades de imediato) sem respeito algum a legislação, uma terra sem Lei.

    1. MAS ANTES EDUCAÇÃO DO QUE VÁRIOS TIPOS DE VÍCIOS EXISTENTES NÃO ACHA? QUANDO SE TRATA DE UMA INSTITUIÇÃO ANTIGA NO MERCADO PODE CONFIAR. JÁ ESSAS NOVAS INVEJOSAS É BOM DESCONFIAR MESMO.

  4. Verificar o IESM no Marajó, no municipio de Chaves e Áfua, pois tem alunos ja concluíndo cursos de pedagógia.Pois se está irregular… cmo pode diplomar, exigir TCC??????E o nosso dinheiro>????????????????????

    1. Aqui em marituba tem o IESPA quero saber se esta em tramitacao a legalizacao do mesmo? e se outra Instituicao (OSEAD) pode emitir os certificados.

      1. Segundo vários promotores públicos isso não pode ocorrer e é ilegal. è melhor ter cautela. Procure um promotor para lhe esclarecer sobre essa questão, porque é muito ruim sofrer uma desilusão dessas e viver num dilema.

  5. em aurora do Pará E iPIXUNA tem funcionando 3 turmas de pedagogia ja concluindo em faze de estagio com colaçao marcada pa mes de julho. e ai cm fica FAESPA.

  6. Gostaria de saber se o Instituto de Ensino Superior do Estado do Para – IESPA, esta em processo de tramitação junto ao MEC? Pois o mesmo já funciona a 4 anos no município de Marituba, Bragança e Santa Izabel. A direção argumenta dizendo que a Instituição esta em processo de legalização junto ao MEC. E enquanto essa Legalização for efetuada, eles estão emitindo os certificados pela Organização Social Evangélica das Assembleias de Deus- OSEAD – Isso e valido? Aguardo ansiosa pela resposta, pois estou em duvida, uma vez que a mídia esta divulgando bastante sobre esse assunto.

  7. Estudei no ISEFECHR-PA, ainda estou devendo e pretendia pagar nesta terça feira dia 27 de março. gostaria de ter acesso a situação desta instituição que estoquia dinheiro dos graduandos as aulas se davam 3 dias na semana dois sábados e 2 metades de domingo o que vinha a ser referente um dia além de obrigar a fazer seminários com preços altissimos não tinhamos predio próprio tudo esra bagunçado isso acontecia no pólo de Igarapé Açu posso dizer que qunado o curso iniciou era bastante organizado e com professores qualificados

    1. ACREDITO QUE VOCÊ ERA UM DAQUELES ALUNOS QUE ESTAVA ALÍ APENAS FAZENDO VOLUME. POIS EU ESTUDEI NO ISEFECHR-PA, FIZ MEU APROVEITAMENTO DE ESTUDOS E HOJE SOU CONCURSADA EM MINHA CIDADE.O ISEFECHR COMIGO E CREIO QUE COM MUITOS FOI JUSTO. AGRADEÇO MUITO A INSTITUIÇÃO; ESTUDEI, APRENDI, ME FORMEI E O PREÇO ERA UMA MISÉRIA, PRA GENTE COMO VOCÊ E EU QUE NÃO TINHA COMO PAGAR CARO. VÁ PAGAR O QUE DEVE SEU IMUNDO. ESSES VELHACOS NEM PAGAM E AINDA EXIGEM! BANANA PRA VOCÊ INCOMPETENTE.

      1. HA COMO EU GOSTARIA DE VER UM CIDADAO COMO ROGERIO MANSUR IR ENCIMA DO GOVERNO FEDERAL E OBRIGA LO A DAR EDUCAÇAO GRATUITO A TODOS ISSO E LEI POR QUE O GOVERNO FEDERAL NAO CUMPRE SEU PAPEL…SO E ABRIR POLO POR ETE PAIS DE UF,S E BOTAR PESSOAS QUE NAO DESVIE DISVIE VERBAS PUBLICAS…A DILMINHA E PT SO POR ESTAS PESSEGUISOES DOS PROCURADORES VC.S JA MAIS TERAO NOSSOS VOTOS ESTA E A RESPOSTA QUE DAREI POR ME TIRAREM O DIREITO DE ME TORNAR UM SER COM UM DIPLOMA DE NIVEL SUPERIOR PARA PODER PARTICIPAR DE CONCURSOS PUBLICOS ISSO E UMA VERGONHA…SO FILHOS DE MALA DO SISTEMA ENTRARAM…DILMA LEMBRE DE 64 E FAÇA VALER A LEGISLAÇAO SEI QUE ES PRECIONADA…QUERO SO FALAR QUE MUITA GENTE FORA DIPLOMADOS NESSAS PIRATAS COMO FALAM E ESTAM TRABALHANDO E PARTICIPARAM DE CONCURSOS PUBLICOS E FORAM APROVADOS…O PT NAO ES MAS O MESMO…CADE O LULINHA…

      2. ach que vc deveria ter um pouco de senso,e acima de tudo ter relevancia no que diz.se o orgão maior MEC,avaliou e o ministerio público esaurem as atividades dessas instituições escolares.não tem como não negar que são entidades fraudulentas e que estão aí para se beneficiarem do dinheiro de seus alunos.Seus diretores deveriam ser presos e resarcirem o dinheiro de tais alunos..olho vivo nesse pessoal.

    1. DE CURSO LIVRE NÃO NÉ INTELIGENTE. QUER DIZER QUE VOCÊ SE FORMA LÁ EM BRASÍLIA E O TEU DIPLOMA NÃO SERVE AQUI? O DIPLOMA DESDE QUE SEJA RECONHECIDO PELO MEC, AUTORIZADO E CREDENCIADO É VÁLIDO EM TODO TERRITÓRIO NACIONAL ÔOOOOOOO SEM NOÇÃO. VÁ ESTUDAR, QUE TEM UM MONTE DE GENTE QUERENDO E ESSES DEMÔNIOS ATRAPALHANDO.

  8. O ISEFECHR-PA se manifestou dizendo que é um curso livre e que é outra instituição que irá dar o certificado (no caso a FAR-Faculdade Reunida, de Sao Paulo.Isso é legal? Essa FAR realmete existe e tem autorização para atuar no Estado do Pará?

      1. Se eu tenho dúvidas então tenho que tirá-las!!!!
        não estou preocupado com instituição A ou B, mas sim, com a que eu estudo.
        Vem cá, vc está ganhando quanto para defender essas instituições????
        Cobramos porque temos que ter certeza que o “barco” em que estamos não está furado.
        Outra coisa, velhaco é você!!!
        Queremos esclarecimentos e não patadas, sua ignorante!!!

        1. Então Procure uma faculdade cara pra estudar vc tem condições, eu não tinha, e hoje agradeço muito pois estou tranquila e vc, que nem paga o q deve e ainda quer atrapalhar os outros. Procure o que fazer sem noção. Defendo sim, e não preciso de dinheiro pra defender aquilo que me está sendo útil. Pra gente da sua qualidade só se resolve na ignorância.

      2. Para de chamar todo mundo de velhaco e incopetente. todos aqui só querem estudar e saber se o diploma será válido. se estão perguntando é porque sentem a necessidade de ter segurança em relação à IES em que estudam. Velhaca é vc que não tem consideração aos alunos porque sua situação está resolvida mas a deles não.

  9. o ministerio publico e o mec deveriam ser mais severos com essas intituiçoes. ja que eles sabem que elas nao podem funcionar porque ainda ficam aceitando recursos, porque nao fechar de uma vez para que outras pessoas nao caiam na mentira que sao essas instituiçoes.

  10. Claudete Correia Fernandes

    Aqui em Medicilândia-Pa está atuando um curso de nível superior de pedagogia,ed.fisica e administração,dizendo que é o Instituto Cícera Farias,polo de Altamira-Pa.Eles dizem que vamos receber o diploma de outra faculdade,inclusive a OSEAD.Gostaria de saber se esse Instituto e credenciado ao MEC e se outra faculdade pode emitir o diploma.As aulas começaram dia 17 desse,sendo assim,de 15 em 15 dias,não recebemos nem uma apostila com identificação do MEC nem de nenhuma faculdade.As matrículas foi um simples papel digitado em computador e o recibo de pagamento foi feito tambem manual,sem nenhum carimbo da instituição.O que devo fazer?estamos sem nenhuma resposta até o momento.Por favor me esclareça.Desde já fico aguardando resposta.

      1. Oi Claudete e July. A Osead na verdade é apenas uma organização social, uma espécie de Organização filantrópica voltada à ações sociais. Sei que ela é mantenedora de algumas IES e utiliza estas IES para certificar estas que não estão regularizadas (e isso não é um meio legal- procure um promotor). Sei disso prq estudava no IESPA e adivinha quem era a mantenedora… Eu estava na mesma situação sem saber o que fazer. Pedi transferencia o quanto antes para outra instituição. Quem me abrigou foi a Anhanguera-uniderp que está ok com o MEC e que é experiente nestes casos em que alunos são lesados por outra faculdade. Eles creditaram todas as disciplinas. Estou aliviada agora. Que sufoco né.

    1. PARA SABER SE A INSTITUIÇAO ESTA RESOLVIDA JUNTO AO MEC…VA NO GOOGLE PONHA E-MEC DEPOIS EM ANALICE TESTUAL DIGITE O NOME DA INSTITUIÇAO E IRA APARECER SE ESTA LEGAL OU NAO SIMPLES ASSIM…OS INSTITUTOS AGIAM ASSIM ELES REPRESENTAVAM AS DIPLOMADORAS NAS CIDADES E AGROVILAS…MINISTRAVAM AS AULAS E AS FACULDADES QUE ESTAVAM LEGAIS JUNTO AO MEC DIPLOMAVAM…MAS COMO TUDO NO PARA PARA POR POLITICAGEM E MUITO MAU INFORMADOS FICAM PERGUNTANDO AO MINISTERIO PUBLICO SE PODE OU NAO PODE…AI COMO TEM CAGUETAGEM O MFP DA ENCIMA E SO QUEM PERDE E O POBRE MAS UMA VEZ…OS BACANAS POLITIQUEIROS MANDAM SEUS FILHOS PARA FORA SE FORMAREM PAGANDO FACULDADES CARAS…MAS SABIAM QUE ISSO E SO NO PARA…A ESTADO MALDIÇOADO….OS POLITICOS QUEREM E O POVO MAU INFORMADOS …SE TIVEREM NIVEL SUPERIORES RECEBERAM MAS AI A VERBA DIMINUI PARA OS PREFEITINHOS…E POVO DE MENTE ABERTA E SER PENSANTE E SABERA ESCOLHER MELHOR SEUS ADMINISTRADORES…FAÇAMOS COMO O POVO DO SUL CALADINHOS ESTAM FORMADOS E GANHANDO DINHEIRO …QUANDO VC VER ALGUEM CAGUETANDO ESTA PESSOA NAO ESTA DO LADO DO POVO MAS SIM DO SEU LADO PROPRIO QUERENDO SE BENEFICIAR…DR. ROGERIO MANSUR NAO TEM CULPA SO ESTA CUMPRINDO O QUE O POVO BURRO PEDE…FIQUEM CALADOS E SE FORMEM….EU ESTOU FORMADO E BEM EMPREGADO E FOI POR UMA DESSAS FACULDADES NAO SO EU COMO VARIAS PESSOAS…QUE JESUS CRISTO SE COM VOCES…POVO GUERREIRO DO PARA SO NOA SEJA CONTRA VC.S MESMO…

    1. OLHA QUERIDA, NÃO SOU DA FATEP E NEM CONHEÇO O TRABALHO DELES. MAS NÃO DESISTA! CONTINUE QUE TEM UM MONTE DE GENTE QUERENDO TUA VAGA DE EMPREGO. FICA DE OLHO!

      1. Maria,
        Me diz onde compraste o teu diploma? pois a a tua falta de educação no tratamento, passa longe do ideal de formação humana. Aproveita volta para o banco da escola e reflita mais um pouco para ter autonomia para dar palpite na vida dessas pessoas que estão tanto querendo tirar suas dúvidas.

        1. Esse povo tem que tirar dúvida é com um especialista e não com um bando de gente que só quer se favorecer derrubando os outros. Ah, onde eu comprei como vc se refere, vou aguentar pra não ser mais ignorante ainda, pois eu poderia te dar uma resposta daquelas.

      2. MARIA, vc concerteza é louca, pois manda amenina continuar a faculodade mesmo sem saber se é legalizada né? As pessoas tão querendo tirar suas duvidas e não ficarem mais confusas, se vc não pode ajudar e melhor não atrapalhar, ok.

        1. IMPRESSIONANTE ANTES DE ENTRAR NA FACULDADE OS SANTOS NÃO PROCURARAM SABER SE ERA LEGALIZADA OU NÃO, AGORA ESTÃO SE FAZENDO DE VÍTIMA? NOSSA QUE POVO MAIS INOCENTE, FICO BOBA COM TANTA FALTA DE INFORMAÇÃO DESSAS CRIANÇAS.
          agora estão querendo informação? agora? se não fosse a mídia tava tudo ok? por favor!

          1. Saiba que o ser humano tem um enorme sentimento de esperança no peito, que no fim tudo vai dar certo. Não se trata de burrice, mas ingenuidade. Confesso que quase fui ludibriada por uma faculdade dessas,mas quando vi que o alto escalão não comparecia nas reuniões e não prestava esclarecimento aos acadêmicos, fui atrás de uma IES que entedesse minha situação e que me desse a chance de creditar as matérias. Graças a Deus encontrei uma que me deu muitas oportunidades. estou estudando nesta nova Instituição (que é toda certinha com o Mec, é claro). Recomendo para aqueles que estão em dúvida que façam o mesmo para não perderem o tempo e o dinheiro que tanto gastaram e que com certeza foi suado. Portanto fica a dica. E não se envergonhem porque é errando que se aprende. Devemos aprender com os erros e não continuar a praticar os mesmos erros. Olho no Mec!

    2. não,não é seguro, sei do que estou falando,fui aluna da FATEP, e fui enganada,hoje estou em outra faculdade a FAEL e é credenciada pelo mec, não se engane,ainda que depois de formada vc consiga um emprego mais tarde isso pode pesar bastante, então vale à pena procurar algo melhor e o melhor de tudo tem uma mensalidade que nem é pesada, muito boa.

      1. SOU DE SÃO PAULO E GOSTARIA DE OBTER INFORMAÇÕES SOBRE A FACULDADE FAEL. GOSTARIA DE CURSAR PEDAGOGIA EAD.
        PODEM ME AJUDAR COM ESTA INFORMAÇÃO, POIS ESTOU INSEGURA QUANTO A FACULDADE, POR NÃO CONHECER ALGUÉM QUE ESTUDOU OU ESTUDE LÁ.
        GRATA.

    1. OLHA QUERIDA, COMO VC É INTELIGENTE DEU ATÉ PRA PERCEBER, ENTRA LÁ NO SITE DO E-MEC E PROCURA SABER SE AS INSTITUIÇÕES ACUSADAS SÃO CREDENCIADAS, LÁ DAR PRA SABER.AH, LIGA NO 0800 TAMBÉM. E O QUE VC ENTENDE DE DIPLOMA FRIO?

      1. Almir de Melo Machado

        Nem precisa ver todas as respostas dessa pessoa codinome “Maria” que além de estar enganado as pessoas com a atividade ilegal e venda de certificado ainda tem a cara de pau de ofender as pessoas há se a federal de pega!!! Você ainda vai pagar por todos esses crimes que está cometendo.

  11. ANA REGINA DOS SANTOS PINTO

    GOSTARIA DE SABER SE O IESPA DE MARITUBA ESTA COM PROCESSO DE CREDENCIAMENTO JUNTO AO MEC?
    PORQUE O MEC NÃO É MAIS RIGOROSA NA QUESTÃO DA FISCALIZAÇÃO?
    TODOS OS ACEDIMICOS ESTÃO MUITOS PREOCUPADOS COM ESSA SITUAÇÃO.

  12. Tony Diego Machado de Freitas

    Gostaria de saber se a faculdade OSEAD, esta credenciada ao mec, pois na nossa cidade de Portel foi ofertado um curso em educação física, em virtude de desses acontecimentos envolvendo várias faculdades que estão irregulares perante ao mec, gostaria de saber a real situação da mesma.

  13. O isefechr-Pa – Primavera, continua ludibriando seus alunos, pois marcaram uma reunião neste sábado (14 de abril) no pólo Primavera e não compareceram, quando souberam que eu havia chamado a imprensa. São os verdadeiros vigaristas, inclusive encaminhei ao Exmo. Sr. Procurador Alan mansur, um requerimento solicitando fechamento imediato da instituição e, vou solicitar indenizção por danos físicos, morais e psicológicos.

    1. A coordenação do isefechr-Pa do polo de Mãe do Rio também fez a mesma coisa, marcaram a reunião também nessa mesma data e não compareceu nínguem,isso é uma falta de respeito.Os alunos dessa tal instituição do polo de Mãe do Rio,não vão deixar por isso…esse bando de safados vão ter o que merecem custe o que custar!!!!!!!!

  14. Seliene Santa Rosa Costa

    eu sou de São domingos do capim assim que saiu a denuncia das faculdades eu estudava na IESSB eles indicaram a fanorte,eu gostaria de saber se ela esta credenciada para vir funcionar a qui em são domingos do capim.

    1. CONTERRANEA EU VIU NO SITE DO E-MEC E ELA ESTA COM SUA SITUÇAO RESOLVIDA JUNTO AO MEC…AS OUTRA TINHAM DIPLOMADORAS LEGAIS JUNTO AO MEC…MAS COM TANTAS DENUNCIAS O MFP DO PARA RESOLVEU PARAR COM QUASE TODAS…OS INSTITUTOS CHANCELAVAM E AS DIPLOMADORAS DIPLOMAVAM…OS CURSOS BARATOS E DIPLOMAS QUENTISSIMOS…AGORA GERALMENTE AS PESSOAS DE PODER MENOR TERAM QUE PARAR E OS RIQUINHOS IRAM CURSAR NAS PARTICULARES DA CAPITAL CARAS PRACARAMBA…JA QUE NO PARA AS FEDERAIS E ESTADUAS SAO MUITO POUCAS E SO VIVEM EM ESCANDALOS…DESVIU DE VERBAS…AGORA ESTA CHEGANDO AS CAMPANHAS SO VOTAR CERTO..O VOTO E A ARMA QUE O CIDADAO TEM CONTRA OS PILANTRAS QUE ATRAZAM O ESTADO…E A DILMA AINDA TEM CORAGEM DE DIZER QUE A EDUCAÇAO NO NORTE VAI BEM…MAS ISSO ERA POR CAUSA DESSAS FACULDADES…O GOVERNO TERIA QUE IMPLANTAR CAMPUS UNIVERSITARIOS NO ESTADO TODO…AI KD A VERBA O GATO COMEU…

  15. Seliene Santa Rosa Costa

    como eu faço para saber dessa resposta com urgencia afinal eles ja vão iniciar agora dia 21-04 -12 gostaria de uma resposta com urgencia.

    1. Bruno Ferreira Coelho

      MARIA vc aprendeu tanto que chama de imundo a um amigo de profissão, a trajetória que temos que enfrentar apar chegar até a cidade é distante, não temos transporte e para mim qualquer centavo é dinheiro, se vc é rica parabéns! Ainda vai me dar razão qdo teu certificado for anulado….. Ainda tem mais vai estudar e assim repete ética na educação para tratar melhor teus colegas….. pois como grande cavalheiro saúdo você….. deve está desinformada de jornais e outros noticiários………… Jesus te ama!!!!

  16. SIM, VEJA PORTARIA NUMERO 1763 / 2006 MEC,FAMATEC, ELA TEM CURSO DE GESTAO AMBIENTAL , LOGISTA, CONTABEIS, ALÉM DE VARIOS CURSOS DE EXTENSÃO,

  17. olha ja fomos enganados no nosso municipio pela instituição FACETE, que não tinha crdenciamento para trabalhar com cursos superiores.
    Agora, em nossa cidade tem uma instituição que esta pegando os alunos e prometendo formar os alunos em poucos meses, na realidade ela é reconhecida ja verifiquei, mas a minha dúvida é o seguinte ela é de SAO PAULO a FAL(FACULDADE ANGLO LATINO,
    TEM AUTORIZAÇÃO E É LEGAL FORMAR TURMAS AQUI NO PARA, ATE ONDE SEI ELA TEM TURMAS QUE INICIARAM AGORA RECENTEMENTE EM NOSSO MUNICIPIO.

    EU AGUARDO RETORNO, NÃO QUERO SER ENGANADA SEGUNDA VEZ, MARY…

  18. Jones garcia rodrigues

    A fatep abriu um polo no município Alenquer, com varios cursos, como: Pedagogia,letras, e até Educação física, pois gostaria de saber se as pessoas que estão estudando terão problemas, até no ano passado ela concluiu uma turma do curso de Educação física.

  19. eu quero saber se a Fal – faculdade Anglo latino se tem polo no estado do Pará,e também como é uma faculdade do estado de São Paulo pode diplomar os aluno aqui do Pará no municipio de baião.

  20. olá! gostaria de saber o que vai acontecer com os alunos que passaram em um concurso e já estão trabalhando, e o diploma foi emitido por uma faculdade que não tem credenciamento junto ao mec…

  21. Oi, eu gostaria de saber se ao começar um curso em uma faculdade aberta, os diretores ja tem q ter a faculdade q ai conveniar com a mesma? ou eles podem conseguir depois?ou ate msm omitar qual faculdade vai diplomar o aluno?

  22. nos dias de hoje colocam universidades e faculddes fajutas em que alunos tem que assistirem aulas só por dois dias e no final do curso são diplomados,onde fica a qualificação na educação brasileira?se em época anteriores estudavamos de segunda a sabado e já havia difuculdade para o aperfeiçoamento qualificatório,imaginem vcs ,que profissionais serão formados,sem base e sem um aprendizado suficiente que possa realmente comprovar sua capacidade profissional…o MEC deveria banir essas universidades e faculdades cabritas que existem no brasil e colocar mais universidades federais dignas onde o pobre concorra com os de classes mais abastardas em relação a capacidades de trabalho neste país.4

  23. A profissão de EDUCADOR é uma das mais desvalorizadas pelo poder… por conta da sua capacidade de transformação das pessoas e do mundo! Muitos educadores foram perseguidos no Brasil… os Jesuítas quando ousaram ensinar os índios a ler e escrever… Paulo Freire quando abriu salas de aula nas comunidades carentes e Anísio Teixeira ao criar a nova escola popular e outros anônimos que foram exilados, torturados e até mesmo mortos… Atualmente a história mudou muito pouco, pois o MP – Ministério Público a serviço da elite que controla a educação, trava uma operação de guerra impedindo a criação de escolas livres em todos os níveis, alegando desrespeito a uma legislação educacional inspirada em ideais conservadoristas e ditatoriais… é preciso lutar por uma educação livre em todos os sentidos sem intervenção do poder e que surjam exageradamente instituições de ensino em todas as esquinas, em todos os guetos, em todas as favelas e em todos os lugares que se possa imaginar… que a educação seja um vírus contagiante… nota zero para o MP e nota zero para o MEC…

    1. joão batista oliveira da silva

      parabéns pelo seu entendimento. O que está faltando é mais comprometimento de cada um de nós. Mas principalmente das nossas autoridades competentes.

  24. Bom dia eu foi lezada pela faibra onde eles insistem em dizer que ta legal pois o escritorio continua funcionando no municipio de breves no pará

    1. Corra atrás, mulher! Comece com uma denúncia anônima para verificarem a situação da instituição, se for comprovado a irregularidade, recorre as situações cabíveis como, inclusive, o ressarcimento do que vc pagou e invista e uma nova instituição, mas verifique bem a situação dessa nova instituição. Abraços e boa sorte!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *