Manual para cúpula do governo do Acre manda retuitar Tião Viana

O governo do Acre instituiu um manual entre os ocupantes de cargos de confiança em que estabelece regras sobre o uso de redes sociais na máquina pública estadual.

O Blog da Amazônia obteve uma cópia do documento intitulado “Orientação para uso institucional das redes sociais pelas Assessorias de Governo”, que é distribuído de maneira muito seletiva.

O documento, de quatro páginas e 42 itens, é assinado pela Secretaria de Estado de Comunicação.

Após estabelecer que “unidade no discurso é fundamental”, o item 21 recomenda aos usuários de redes sociais: “Dê RT no @tiao_viana”, que é a conta no Twitter do governador do Acre, Tião Viana (PT).

O manual pede “bom senso ao seguir alguém no Twitter” e assinala que “ao seguir pessoas você evidencia suas relações”. Ele considera “necessário refletir unidades de respostas, comentários, notícias, posts etc”, para evitar a “fragmentação da comunicação”.

O manual também recomenda que o conteúdo disponibilizado nas redes sociais não poderá ter caráter político-partidário e de promoção pessoal, embora o governador e o secretário de comunicação, Leonildo Rosas, não respeitem essa premissa.

Durante a semana, por exemplo, Rosas usou o Twitter para anunciar que fez vasectomia, após Viana ter feito apelo nesse sentido aos homens acreanos durante lançamento de um programa de planejamento familiar.

Veja o documento na íntegra

Orientação para uso institucional das redes sociais pelas Assessorias de Governo

GOVERNO DO ESTADO DO ACRE

Secretaria de Estado de Comunicação

1. Redação web (webwriting) não segue princípios inéditos, revolucionários ou diversos das outras mídias, mas é diferente da redação para mídia impressa.

2. Conceitos estabelecidos como abrangência, cautela, persuasão, objetividade, relevância e credibilidade também servem como norte para a utilização das redes sociais corporativas.

3. As ferramentas digitais de comunicação são meios estratégicos que potencializam a divulgação das políticas, ações e programas desenvolvidos pelo governo.

4. Entende-se por uso institucional, no âmbito da Administração Pública do Acre, o uso de ferramentas sociais colaborativas em nome do órgão, institutição ou programa.

5. Entenda-se por ferramentas sociais colaborativas os aplicativos e plataformas na internet, que permitem a colaboração, o relacionamento profissional, a divulgação e o compartilhamento de informações e conteúdos.

6. Entende-se por uso profissional o uso de ferramentas sociais colaborativas para auxiliar agentes e servidores públicos em suas funções profissionais, com o objetivo de buscar e divulgar informações, realizar e compartilhar pesquisas e estabelecer relacionamentos com outros profissionais órgãos ou instituições

7. O uso das ferramentas sociais colaborativas deverá ter como objetivos principais a oferta da informação ao cidadão, o relacionamento com o usuário e a prestação de serviço público.

8. As redes sociais proporcionam mais voz às pessoas, mais construção de valores e maior potencial de espalhar informações.

9. Conquiste e fidelize seu usuário, incentive-o a seguir e iteirar com sua página e ser um multiplicador do seu conteúdo.

10. Interagir com seus seguidores é fundamental para se tornar relevante no Twitter.

11. Mantenha um ritmo de atualização periódica do conteúdo

12. Não repita o mesmo tweet idêntico ao longo do dia. Se quiser enfatizar o assunto, mude o texto e publique horas depois.

13. Seja proativo nas redes sociais, não haja (sic) somente sob demanda (questionamentos, críticas, etc).

14. Inclua informações das ações e programas de sua pasta como pauta nas redes sociais

15. Unidade no discurso é fundamental.

16. Independente da ferramenta (Portal, twitter, etc) é necessário refletir unidades de respostas, comentários, notícias, posts, tweets, Rts. Do contrário gera-se fragmentação da comunicação.

17. Fique atento ao horário de pico do twitter (10h – 12h e 16h – 18h).

18. Siga outros twitters do governo relacionados à sua pasta.

19. Siga os demais twtters do Governo AC.

20. Estabeleça uma rede de interação com as outras secretarias, autarquias e demais órgãos do governo. Dê Rts e dialogue com elas.

21. Dê RT no @tiao_viana

22. Utilize as hashtags (Ex: #acre) em seus tweetts. Hashtags é uma maneira para que outros usuários encontrem informações sobre palavra-chave, mesmo que eles não sigam você ainda. E facilitam a busca de vários assuntos, eventos e comunidades interessantes no Twitter. Não esqueça que as hashtags não aceitam acentos.

23. Tenha bom senso ao seguir alguém no Twitter. Ao seguir pessoas você evidencia suas relações.

24. Analise a relevância dos temas antes de abordá-los nas redes sociais.

25. O conteúdo disponibilizado nas redes sociais não poderá ter caráter político-partidário, de promoção pessoal ou de terceiros e conter informações de caráter reservado dos órgãos da Administração Pública.

26. Não entre em polêmica e discussões com usuários/seguidores.

27. A sua atividade profissional e pessoal nas mídias sociais é percebida como uma coisa única, não importa o quanto você se esforce para mantê=la separada.

28. Configure perfis distintos para sua atuação pessoal e profissional. As redes sociais incentivam você a compartilhar detalhes pessoais. Não sobrecarregue a sua rede profissional com conteúdo pessoal.

29. Não publique mensagens particulares ou comentários alheios que tenham recebido de outros usuários. Tampouco solicite informações pessoais de alguém em área pública.

30. Por dispor de apenas 140 caracteres para envio de mensagens, o Twitter é rápido, objeitvo e adequado para certas tarefas, como a cobertura de acontecimentos, eventos, reuniões e assuntos que estão em pauta naquele momento.

31. Se a correção for necessária, um novo tweet que começa por “CORREÇÃO…” deve ser publicado.

32. Sempre verifique o conteúdo dos posts antes da publicação e mantenha seu ediotr informado.

33. Seja cauteloso ao dar Rts em perfir que não sejam do governo do AC.

34. Inclua breve comentário antes de dar RT.

35. Antes de disponibilizar links verifique se os mesmos estão funcionando.

36. Não faça links com conteúdos de procedência duvidosa ou infrinjam direitos autorais.

37. Compartilhe links confiáveis e seguros, caso contrário, além de perder alguns segudiores, você provavelmente irá provocar a ira de alguns deles.

38. Limite-se a 140 caracteres, não coloque 30 tweets seguidos do mesmo assunto. Dê um tempo entre um tweet e outro.

39. Não abuse de abreviaturas. Você corre o risco de só você entender a mensagem.

40. Não utilize CAIXA ALTA ao escrever um tweet. Usar letras maiúsculas nas mensagens considera-se como um “grito”ou xingamento em alguns casos.

41. Com o objetivo de padronizar a identidade visual de usuários corporativos nas redes sociais, sugere-se utilizar a marca ou brasão do Estado como avatar.

42. Com o objetivo de padronizar a nomenclatura de usuários corporativos nas redes sociais, sugere-se utilizar a sigla ou nome do órgão/secretaria acompanhadas da sigla do Estado. Por exemplo: governo_ac.

Governo vai publicar manual

A jornalista Andrea Zílio, da assessoria de imprensa do governador Tião Viana, enviou a nota a seguir:

“Não entendo a confusão quanto ao conteúdo do manual de orientações do uso institucional de redes sociais, pois o título do mesmo é claro ao reforçar que as orientações valem para o uso institucional das redes. Ou seja, o Twitter, o Facebook e outras ferramentas utilizadas pelos órgãos governamentais e alimentadas pelas assessorias de imprensa.

É natural que a Comunicação do Governo estimule o uso das redes sociais junto a essas assessorias. Quanto à distribuição seletiva do manual, é questão de lógica, já que o mesmo foi produzido com o objetivo de orientar o trabalho dos assessores na área.

Outras administrações estaduais, que também acreditam na força das redes sociais como meio de divulgação, já criaram manuais de orientações para o uso institucional.

No Acre, o governador Tião Viana faz uso de ferramentas nas redes sociais por reconhecer a importância delas. Por isso, muitas vezes divulga em seu microblog ações de governo. E nesse sentido, entendemos que é válido, sim, que o microblog das secretarias retuitem o que é de interesse público.

De qualquer maneira, agradecemos sua preocupação. E informamos que, a partir desta data, as assessorias de outras instituições, bem como qualquer cidadão terão acesso ao manual no site Agência de Notícias.”

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *