Ministro do Meio Ambiente diz ser a favor da exploração de petróleo na foz do Amazonas

Em mega evento da indústria petrolífera no Rio de Janeiro, Joaquim Leite afirmou que é possível chegar a um modelo de “exploração sustentável” na região

O ministro do Meio Ambiente, Joaquim Leite, se manifestou a favor da “exploração sustentável” de petróleo na região da foz do Rio Amazonas. A declaração foi feita nesta segunda-feira (26), durante a abertura da Rio Oil and Gas, feira que reúne empresas do setor no Rio de Janeiro.

A região da Foz do Amazonas abriga um ecossistema que ficou conhecido como “os corais da Amazônia”, que se estendem entre a costa do Amapá, passando pela costa do Maranhão até a Guiana Francesa. O potencial petrolífero da região é semelhante a grandes descobertas já feitas na Guiana e no Suriname.

Até setembro de 2020, a petrolífera francesa Total E&P do Brasil Ltda tentava o licenciamento para perfuração da bacia, mas, após seguidas negativas do Ibama por falta de documentações, ela desistiu do empreendimento, passando a exploração para a Petrobrás.

Segundo informações da Folha de S.Paulo, a exploração naquela região foi um dos principais temas da cerimônia de abertura da Oil and Gas. O ministro de Minas e Energia, Adolfo Sachsida, chegou a demonstrar seu descontentamento com as seguidas negativas do órgão licenciador ambiental e, indiretamente, cobrou Joaquim Leite por um posicionamento favorável à exploração.

Após a cerimônia, o mandatário da pasta ambiental disse que o Brasil segue rigorosas leis, mas que a exploração de petróleo na região é uma possibilidade. “Dá para explorar petróleo e garantir a proteção ambiental”, disse o ministro.

Por: Cristiane Prizibisczki
Fonte: O Eco