MPF deu prazo de 48 horas para Ministério da Saúde informar como será abastecimento de oxigênio para Rondônia

No sábado, uma das usinas de oxigênio em Ariquemes parou de funcionar e deixou município prestes a ficar sem oxigênio para pacientes de covid-19

O Ministério Público Federal (MPF) enviou ofício ao Ministro da Saúde (MS) para que informe, em 48 horas, como será solucionada a iminente falta de oxigênio nos hospitais municipais de Rondônia. Segundo o MPF, no último sábado (13), uma das usinas de produção de oxigênio de Ariquemes parou de funcionar, o que deixou o município, com mais de 100 mil habitantes, a três horas de ficar sem qualquer insumo.

Para evitar lapsos no abastecimento e fazer o acompanhamento junto ao governo do estado, o MPF pediu que o MS informe formalmente qual vai ser a forma de envio do oxigênio (cilindros), o meio de transporte (aéreo, terrestre), a quantidade enviada, a previsão dos dias de envio e chegada e qual o plano para manter o abastecimento contínuo.

O procurador da República Raphael Bevilaqua afirmou que o objetivo é fazer o acompanhamento diário junto às autoridades responsáveis.

Fonte: MPFRO

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *