Nível do Rio Acre continua baixando

Ontem, o manancial desceu quase um metro em comparação com a cota registrada na quarta-feira

Leandro Chaves

As águas do Rio Acre continuam baixando. Na manhã de ontem, o nível do manancial em Rio Branco estava em 12,89 metros, quase um metro abaixo da cota registrada na quarta-feira (13,81metros). A tendência, segundo a Defesa Civil municipal, é de que o rio baixe ainda mais nos próximos dias, garantindo, assim, o retorno dos desabrigados aos seus lares.

Um total de 510 famílias ainda vive nos abrigos disponibilizados pelo poder público. Com a descida das águas e o retorno de boa parte das pessoas atingidas pela cheia aos seus bairros, atualmente apenas o Parque de Exposições concentra os alagados.

Antes, seis locais serviam como abrigo aos afetados pela enchente, que chegou a desabrigar mais de 1.780 famílias só na capital. De acordo com o chefe da Defesa Civil de Rio Branco, Gilvan Vasconcelos, na quarta-feira, 14, quarenta famílias deixaram os abrigos por conta própria em direção às suas casas ou à residência de familiares.

Essa já é considerada a segunda maior enchente dos últimos anos na capital. O Rio Acre transbordou em vários municípios e atingiu mais de 120 mil pessoas em todo o Estado. O manancial alcançou os 17,64 metros, apenas dois centímetros abaixo da cota histórica de 1997.

Entre os municípios mais atingidos pela cheia do Rio Acre estão Brasileia, Assis Brasil e Xapuri. Os municípios de Cruzeiro do Sul, Sena Madureira, Manuel Urbano e Santa Rosa do Purus também foram afetados com as enchentes de seus rios.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *