No Peru, terremoto afeta 712 pessoas e deixa 491 feridas

O terremoto, que atingiu ontem (30) o Peru, de magnitude 6,2 graus na escala Richter, afetou 712 pessoas, das quais 491 ficaram feridas. Pelo menos duas casas desabaram e 141 foram danificadas, sendo que 107 moradias foram declaradas sem condições nas províncias de Ica e Pisco. As informações são da Defesa Civil peruana.

De acordo com as autoridades, os feridos sofreram hematomas e perfurações provocadas por vidros quebrados. Apenas um paciente teve lesão grave nas mãos. A Ministra da Mulher e Populações Vulneráveis, Ana Jara, e o ministro da Defesa, Alberto Otárola, inspecionaram ontem as áreas atingidas.

O terremoto foi o pior registrado desde o começo do ano no país. Pelos dados do instituto, os tremores de terra atingiram 39,2 quilômetros de profundidade, a 15 quilômetros de Ica e a 280 da capital peruana, Lima.

No Peru, os terremotos são frequentes. Do começo do mês até hoje houve quatro registros – nos dias 30, 19, 17 e 8. A magnitude desses tremores variou de 4,5 graus na escala Richter a 6,3.

O terremoto de ontem ocorreu cinco anos depois de uma série de tremores que provocou uma morte e mais de 600 pessoas feridas, na região de Iça. Na ocasião, o terremoto também teve magnitude 6,2 graus na escala Richter.

Por: Renata Giraldi*
Fonte: Agência Brasil – EBC
* Com informações da agência pública de notícias do Peru, Andina//Edição: Graça Adjuto

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *