Pressione seu deputado federal pela aprovação da PEC 438

Votação da PEC do Trabalho Escravo esta marcada para terça-feira.  Confira a lista completa com o twitter de todos os deputados federais e sugestões de mensagens para enviar para seu parlamentar

A votação da Proposta de Emenda Constitucional 438/2001, a PEC do Trabalho Escravo, na Câmara dos Deputados deve acontecer na tarde da próxima terça-feira, 8 de maio. O texto prevê que as propriedades em que for flagrado trabalho escravo serão expropriadas e destinadas à reforma agrária ou uso social. Não faltam motivos para apoiar a medida, considerada importantíssima na luta pela erradicação da escravidão no Brasil, mas há deputados federais se mobilizando para esvaziar o quórum no plenário e impedir a votação. Para ser aprovada, a medida precisa de 308 votos favoráveis.

Por isso, além de reunir informações sobre o tema em uma página especial e organizar uma petição cobrando uma postura digna dos parlamentares em um momento tão importante, preparamos uma relação com os twitters de todos os deputados federais do país. Clicando na tabela abaixo ou no mapa, você encontra o endereço eletrônico do parlamentar que elegeu e pode pressioná-lo pela aprovação da proposta.

Se você concorda que erradicar de vez o trabalho escravo no Brasil deve ser uma prioridade, escreva, demonstre seu interesse pela questão, compartilhe esta relação com amigos e participe do abaixo-assinado. E, no dia 8, ajude a tornar a PEC um dos assuntos mais comentados no twitter utilizando as tags #PEC438 e #TrabalhoEscravo. O twittaço está marcado para às 11h. Participe e ajude a mostrar para o Congresso Nacional a mobilização em favor da PEC. Na data, também está prevista uma mobilização em Brasília, com a presença de artistas e militantes dos Direitos Humanos.

Se você não tem twitter, clique aqui para baixar uma tabela em excel com endereço eletrônico e telefone de todos os deputados federais

Abaixo, além da relação com o twitter de todos os deputados federais, você encontra algumas sugestões de mensagens para enviar.  Na semana do 13 de maio, em que se comemora a abolição da Escravatura, ajude o Brasil a dar mais este passo importante em favor da dignidade humana:

Assine a petição para fortalecer o combate à escravidão no país.  Http://bit.ly/IlynvV #trabalhoescravo #pec438

No Brasil, tem gente que trabalha para sobreviver. Até porque, se parar, alguém mata. #pec438

Você é livre? Então ajude outras pessoas a também ser. Diga não ao trabalho escravo #trabalhoescravo #pec438

No dia 8/5, os deputados vão decidir se o Brasil é livre ou não. #trabalhoescravo #pec438

Você concorda que as terras de quem usa escravos sejam destinadas à reforma agrária? Se sim, assine aqui: http://bit.ly/IlynvV #trabalhoescravo

Vote pela liberdade no Brasil. Peça para seu deputado aprovar a PEC do Trabalho Escravo: http://bit.ly/KY7mOA #trabalhoescravo

Mais de 42 mil pessoas foram libertadas da escravidão. Ajude a acabar com isso, http://bit.ly/IlynvV #trabalhoescravo #pec438

Participe da mobilização pela abolição real da escravidão no Brasil, http://bit.ly/IlynvV #trabalhoescravo #pec438

O Brasil precisa de uma Segunda Lei Áurea. E ela pode ser aprovada no dia 8/5. Cobre seu deputado: http://bit.ly/KY7mOA #trabalhoescravo

Tenho vergonha do meu país ainda ter escravos. Não aceito escravidão! #trabalhoescravo #pec438

Escravidão. Vamos acabar com essa herança maldita no Brasil. #trabalhoescravo #pec438

Trabalho escravo. É hora de acabar de vez com essa vergonha. #trabalhoescravo #pec438

Trabalhadores são tratados como animais. Diga um “basta” para isso. #trabalhoescravo #pec438

Você está cansado de chegar tarde do trabalho? E quem nem sair dele pode? #trabalhoescravo #pec438

Trabalho escravo. O Brasil tem que dar um basta nisso. Se concorda, assine: http://bit.ly/IlynvV #trabalhoescravo #pec438

 

Clique nas bandeiras para ver o twitter do seu deputado ou confira a relação no site da Repórter Brasil

Fonte: Repórter Brasil

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *