PSL comandará a Comissão de Meio Ambiente da Câmara dos Deputados e indica Zambelli como presidente

A Câmara dos Deputados definiu nesta terça-feira (09), a distribuição das presidências das 25 comissões da casa entre os partidos. A Comissão de Meio Ambiente e Desenvolvimento Sustentável foi dada ao Partido Social Liberal (PSL), que indicou a deputada federal Carla Zambelli (PSL-SP) à presidência. As eleições internas para confirmar as lideranças das comissões começam a partir desta quarta (10), conforme deliberou o presidente da Câmara, Arthur Lira (PP-AL).

Entre os seis projetos de lei de autoria de Zambelli, apenas um diz respeito a área ambiental, o PL 135/2021, em que é coautora e que aumenta as penas do crime de tráfico de animais. No “currículo” na área ambiental, a deputada traz também declarações falsas e ataques à ambientalistas. Em novembro de 2019, em evento promovido pela ONU, Zambelli acusou as ONGs de colocarem fogo na Amazônia para criminalizar o governo de Bolsonaro. Na mesma ocasião, alegou que a Amazônia nunca havia queimado tão pouco nos últimos 20 anos — o que é comprovadamente falso.

A deputada coleciona declarações do tipo, em que alega que o desmatamento está sob controle, que o Brasil é o país que mais preserva. Em setembro de 2020, postou em sua conta pessoal no Instagram que “ao contrário do que dizem, nossos valiosos patrimônios naturais, como a Amazônia e o Pantanal, são preservados pelo governo de Bolsonaro”. A legenda acompanha uma imagem na qual está escrito que “temos o maior programa de pagamento de serviços ambientais do mundo” — falso — e que “nosso código florestal é o mais restritivo do mundo” — o que é enganoso.

Fonte: O Eco

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *