Revisão do Plano ABC não saiu em 2016

Ponto positivo foi início do monitoramento pela Plataforma ABC

A revisão do Plano ABC continuou uma promessa em 2016 e o Ministério da Agricultura (Mapa) ainda está sem data para iniciar o processo. De acordo com Elvison Ramos Nunes, coordenador de implantação do Plano ABC Nacional, a revisão não foi iniciada em 2016 por conta de um atraso na formulação da Comissão Executiva Nacional do ABC, grupo que irá acompanhar, avaliar e revisar os planos federal e estaduais de agricultura de baixo carbono.

O Mapa também planejou a criação de um grupo de trabalho (GT) dentro da Comissão de Desenvolvimento Sustentável para o Agronegócio do Mapa (CDSA), para discutir todas as iniciativas sustentáveis atualmente em execução na pasta, incluindo o Plano de Agricultura de Baixo Carbono. O GT poderá discutir propostas para melhorar o Programa ABC, bem como melhorias no apoio à implementação do ABC no território nacional.

Enfim, monitoramento

Dentre as ações previstas na criação do Plano ABC, em 2010, estava o monitoramento da redução das emissões de gases do efeito estufa que seria alcançada a partir do uso de boas práticas na agropecuária. Seis anos depois, em março deste ano, a Embrapa Meio Ambiente por fim lançou a Plataforma Multi-institucional de Monitoramento das Reduções de Emissões de Gases de Efeito Estufa.

Segundo o responsável técnico pela plataforma, Celso Manzatto, o Plano ABC já tinha criado um sistema para o monitoramento econômico do financiamento rural e outro para a implantação do plano. O que faltava era um sistema para as emissões e aumento dos estoques de carbono. Localizado em Jaguariúna (SP), junto à sede da Embrapa Meio Ambiente, está o laboratório virtual da plataforma, local onde agora são convergidas todas as informações sobre as emissões na agropecuária no Brasil e que deveria estar em funcionamento desde 2014.

Fonte: Observatório ABC

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *