botos cor-de-rosa

Pesquisa amplia área de ocorrência de botos na Amazônia com novos registros no Amapá

Com ajuda do conhecimento de comunidades tradicionais, estudo mapeia de forma pioneira a existência de populações de três espécies de botos amazônicos no estado Uma das figuras mais carismáticas da fauna amazônica vive debaixo da água doce dos rios, os botos. Apesar de não serem bichos pequenos – o boto-cor-de-rosa, por exemplo, mede cerca de …

Pesquisa amplia área de ocorrência de botos na Amazônia com novos registros no Amapá Leia mais »

Estudo comprova ocorrência de botos amazônicos em novas áreas no Amapá

Conhecimento das comunidades locais ajudou na descoberta que intriga os pesquisadores. Especialistas sugerem que os botos podem ter chegado na região pelo mar Um estudo desenvolvido pelo WWF-Brasil, Instituto Mamirauá e IEPA (Instituto de Pesquisas Científicas e Tecnológicas do Estado do Amapá) comprovou a existência de botos-cor-de-rosa (Inia geoffrensis), tucuxis e botos-cinza (Sotalia fluviatilis, S. …

Estudo comprova ocorrência de botos amazônicos em novas áreas no Amapá Leia mais »

Tucuxi na lista vermelha: todos os botos de rio do mundo agora ameaçados

Com a entrada do boto-tucuxi (Sotalia fluviatilis) na lista vermelha da IUCN, todos os botos de água doce do mundo estão ameaçados. O declínio das populações de golfinhos na Ásia, levando o baiji (Lipotes vexillifer) à extinção na China, é alerta para o que pode ocorrer na América Latina. A Plataforma Botos Amazônicos representa o …

Tucuxi na lista vermelha: todos os botos de rio do mundo agora ameaçados Leia mais »

Confinados: a história dos botos presos entre as represas do rio Madeira

Charles Darwin nunca navegou pela bacia do Madeira, o gigantesco rio de águas turvas formado por afluentes que nascem nas montanhas da Bolívia e que percorre 1.450 quilômetros na parte ocidental da Amazônia brasileira. Mas um dos seus colegas, o naturalista francês Alcide d’Orbigny, por quem o inglês havia declarado sua admiração, foi um notório estudioso da região. …

Confinados: a história dos botos presos entre as represas do rio Madeira Leia mais »

Boto-cor-de-rosa ganha fôlego com prorrogação da moratória de pesca

Maior golfinho de água doce do mundo, o boto-cor-de-rosa vinha sendo caçado em níveis alarmantes na Amazônia até 2015. Para conter a matança, o governo Dilma Rousseff decretou uma moratória de cinco anos sobre a pesca da piracatinga. É costume entre os pescadores usar a gordura do boto como isca para capturar esse peixe, um …

Boto-cor-de-rosa ganha fôlego com prorrogação da moratória de pesca Leia mais »