Com ameaças crescentes a seus territórios, mulheres indígenas atuam como brigadistas para ‘acalmar’ o fogo

Levantamento inédito revela as terras indígenas mais castigados pelo fogo, enquanto mulheres de diferentes povos contam como passaram a combater incêndios para proteger suas aldeias e a floresta De um local estratégico na aldeia Tekoa Ytu, Sonia Barbosa tem uma visão privilegiada do Pico do Jaraguá, o ponto mais alto da cidade de São Paulo. …

Com ameaças crescentes a seus territórios, mulheres indígenas atuam como brigadistas para ‘acalmar’ o fogo Leia mais »