Medidas restritivas se revelam frágeis no Amazonas

As portas da loja de confecções feminina que fica na Avenida Eduardo Ribeiro, no centro de Manaus, estão fechadas. Mas isso não impede que as irmãs comerciantes Nilda, de 45 anos, e Ênia Oliveira Neves, de 38, tentem vender alguma coisa. Sentadas em cadeiras, elas oferecem seus produtos a quem passa na frente da loja. …

Medidas restritivas se revelam frágeis no Amazonas Leia mais »