Meio Ambiente

PL que inclui militares no Sisnama é adiado na Comissão de Meio Ambiente

Projeto de lei nº 6.289/2019 permitirá que PMs e bombeiros militares façam parte do Sisnama e possam lavrar autos de infração ambiental. Ascema critica o PL Em pauta na Comissão de Meio Ambiente e Desenvolvimento Sustentável (CMADS), o Projeto de Lei nº 6.289/2019, que inclui, de forma expressa, as Polícias Militares dos estados e do Distrito …

PL que inclui militares no Sisnama é adiado na Comissão de Meio Ambiente Leia mais »

Os 30 meses de Ricardo Salles à frente do Ministério do Meio Ambiente

Uma gestão marcada pelo autoritarismo, reestruturações, subversão de prioridades e falta de transparência de políticas públicas O ministro do Meio Ambiente, Ricardo Salles, pediu demissão do cargo, e deixa o governo do presidente Jair Bolsonaro após 2 anos e meio à frente da pasta. No comando do Ministério desde o primeiro dia do mandato de …

Os 30 meses de Ricardo Salles à frente do Ministério do Meio Ambiente Leia mais »

Inesc: Ricardo Salles editou mais de 300 atos que põem meio ambiente em risco

Levantamento feito por especialistas do instituto traz raio-x dos dois anos de gestão e aponta normas de “alto risco” Ao longo da gestão de Ricardo Salles, o Ministério do Meio Ambiente (MMA) editou pelo menos 317 atos oficiais que colocam a política ambiental brasileira em risco. O dado resulta de um levantamento feito pelo Instituto de …

Inesc: Ricardo Salles editou mais de 300 atos que põem meio ambiente em risco Leia mais »

Maior banco suíço volta ao Brasil e coloca em risco compromisso ambiental

O maior banco suíço, o UBS, quer fazer negócios com empresas de carne, soja e agrotóxicos no Brasil, mas sem abrir mão da responsabilidade ambiental. A realidade, no entanto, mostra que não é tão fácil separar o agronegócio sustentável daquele associado ao desmatamento O UBS, maior banco da Suíça e que diz “se esforçar para estar …

Maior banco suíço volta ao Brasil e coloca em risco compromisso ambiental Leia mais »

Prejuízo de Bolsonaro à imagem do Brasil no mundo é em parte irreversível, diz Ricupero

Mesmo que o presidente Jair Bolsonaro (sem partido) seja derrotado nas urnas em 2022, uma parte do prejuízo causado por sua gestão à imagem do Brasil no exterior é irreversível, avalia o diplomata e ex-ministro da Fazenda e do Meio Ambiente Rubens Ricupero. “O mundo se acostumou, durante décadas, desde o fim do governo militar, …

Prejuízo de Bolsonaro à imagem do Brasil no mundo é em parte irreversível, diz Ricupero Leia mais »