terras públicas

MT vende terras públicas invadidas a preço 33 vezes menor que cobrado no mercado

Valor médio do hectare no mercado de terras do Mato Grosso é de R$ 9 mil, mas grileiro pode regularizar área ocupada ilegalmente pagando R$ 278 o hectare Invasores de terras no Mato Grosso podem regularizar a área ocupada ilegalmente pagando valores irrisórios por elas. A média do preço da terra cobrado pelo estado para …

MT vende terras públicas invadidas a preço 33 vezes menor que cobrado no mercado Leia mais »

Amapá vende terras públicas invadidas a R$ 46 o hectare

Estado possui mais de 2,5 milhões de hectares de áreas ainda não destinadas. Cerca de 50% deste total é classificado como de importância biológica extremamente alta Invasores de terras públicas do estado do Amapá podem regularizar as áreas ocupadas ilegalmente pagando valores irrisórios, que chegam a cerca de R$ 46 o hectare. Os baixos valores …

Amapá vende terras públicas invadidas a R$ 46 o hectare Leia mais »

Pasto ocupa 75% da área desmatada ilegalmente em terras públicas na Amazônia, mostra estudo

Quantidade de CO2 lançado na atmosfera nas últimas décadas pela prática da grilagem equivale a cinco anos das emissões nacionais de gases causadores do efeito estufa As áreas de pastagem ocupam 75% do que foi desmatado em florestas públicas invadidas da Amazônia no ano de 2020, o que corresponde a cerca de 2,6 milhões de …

Pasto ocupa 75% da área desmatada ilegalmente em terras públicas na Amazônia, mostra estudo Leia mais »

Até 2020 Rondônia não possuía lei para regular destinação de terras públicas

Estado tem quase 30% de seu território ocupado por terras não destinadas. Briga entre Legislativo e Executivo rondonienses dificultam formalização dos processos O tema da regularização fundiária em nível estadual ainda é novo para Rondônia. Isso porque a primeira lei de terras desta unidade da federação só foi aprovada em dezembro de 2020. Além de …

Até 2020 Rondônia não possuía lei para regular destinação de terras públicas Leia mais »

Tocantins vende terras públicas invadidas a R$ 3,50 o hectare

Valor é o mais baixo entre os estados da Amazônia, revela estudo do Imazon. Além do preço irrisório, Tocantins tem pior colocação no ranking de transparência Invasores de terras públicas do estado do Tocantins podem regularizar as áreas ocupadas ilegalmente pagando valores irrisórios por elas. A média do preço da terra cobrado pelo estado para …

Tocantins vende terras públicas invadidas a R$ 3,50 o hectare Leia mais »

Roraima permite venda de terras públicas com até 85% desconto para quem desmatou

Lei de terras do estado também aplica valores de venda quatro vezes menores do que o preço de mercado, revela estudo do Imazon A atual Lei de Terras do estado de Roraima permite que infratores ambientais possam regularizar terras públicas invadidas e desmatadas ilegalmente com até 85% de descontos e por valores até quatro vezes …

Roraima permite venda de terras públicas com até 85% desconto para quem desmatou Leia mais »